Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular

Domínio de autonomia curricular
Autonomia e Flexibilidade Curricular

A mudança não é opcional, é cultural… Não é “ou mudo, ou não mudo”…
A questão é mesmo: “Como mudo?”
Xavier Taragay


Porquê?

›65% dos alunos que iniciam o 1.º Ciclo trabalharão em profissões hoje inexistentes.
World Economic Forum, 2016, Fisch & McLeod

“We are currently preparing students for jobs that don’t yet exist… using technologies that haven’t been invented… in order to solve problems we don’t even know are problems yet.”


O Que é?

  1. ›Projeto de promoção do sucesso escolar
    • Aprendizagens efetivas e significativas
    • Conhecimentos consolidados
    • Competências de nível elevado
    • Cidadania de sucesso
      ›Despacho nº 5908/2017 de 5 de julho
  2. ›Centralidade na escola, nos alunos e nos professores
    • AUTONOMIA (da escola)
    • CONFIANÇA (na escola)
    • RESPONSABILIDADE (por uma educação de qualidade/excelência)
  3. Gestão e enriquecimento do currículo

Documentos enquadradores

›Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória
Estabelece a matriz do currículo do século XXI – conhecimentos, capacidades, atitudes e valores e é igual para todos os alunos, seja qual for o percurso académico.

›Aprendizagens essenciais (AE)
O conjunto comum de conhecimentos a adquirir e de capacidades e atitudes a desenvolver obrigatoriamente por todos os alunos em cada área disciplinar ou disciplina, tendo, em regra, por referência o ano de escolaridade.


Outras questões

›Com a entrada das aprendizagens essenciais continuam em vigor os documentos curriculares (metas, programas e orientações curriculares)?
R: Sim. As aprendizagens essenciais correspondem ao conjunto comum de conhecimentos a adquirir e de capacidades e atitudes a desenvolver obrigatoriamente por todos os alunos, sendo contudo necessário, ao nível do contexto de cada escola/turma e tendo como suporte os documentos curriculares, tomar decisões que visam a sua consolidação, o seu aprofundamento e/ou enriquecimento.

›É possível conciliar este projeto com a avaliação externa no ensino secundário?
R: Sim. O IAVE já foi envolvido neste processo, pelo que a avaliação externa terá como referencial base as aprendizagens essenciais, enquanto denominador curricular comum. Estas provas irão ainda contemplar a avaliação da capacidade de mobilização e de integração dos saberes disciplinares, com especial enfoque nas áreas das competências-chave inscritas no Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.


Que objetivos?›

  • ›Promover melhores aprendizagens, que levem ao desenvolvimento de:
    CONHECIMENTOS (Aprendizagens Essenciais)
    COMPETÊNCIAS (Perfil do aluno para o séc. XXI/ à saída da Escolaridade Obrigatória)
    ATITUDES (Cidadania e Desenvolvimento)
  • Valorizar as artes, a ciência, o desporto, as humanidades, as TIC´s, o trabalho experimental;
  • Adquirir competências de pesquisa, avaliação, reflexão, monitorização crítica e autónoma da informação para resolução de problemas;
  • Promover experiências de comunicação/expressão em língua portuguesa e línguas estrangeiras;
  • Promover o exercício da cidadania ativa;
  • Implementar o trabalho de projeto 

Como?

  • Combinação de disciplinas;
  • ›Funcionamento interdisciplinar.

Domínios de autonomia curricular
(Combinação entre disciplinas potencial pela confluência entre os seus conteúdos)


Avaliação

“Os nossos alunos não aprendem o que lhes ensinamos” – é esta realidade, simples e profunda, que faz com que a avaliação talvez seja o fator central de um ensino eficaz. Se os nossos alunos aprendessem o que lhes ensinamos, nunca precisaríamos de avaliação. Bastava catalogar tudo o que ensinámos, com a certeza de isso era o que tinham aprendido.
Dylan William, 2013


Exemplos de operacionalização ao nível da avaliação›

  1. ›Instrumentos de avaliação diversificados:
    • Produção de textos, objetos, esquemas, …
    • Resolução de problemas
    • Trabalho de projeto
    • Debate
    • Ensaio
    • Observação em situação
    • Apresentação oral
    • Relatório (de percurso, de experiência, de projeto, …)
    • Simulação, jogos
    • Diário, (re)conto
    • Portefólio
    • Entrevista
    • (…)
  2. ›Partilha de instrumentos de avaliação entre disciplinas (p.e. projeto avaliado em português, ciências e história relativamente a diferentes dimensões e com diferentes critérios).
  3. ›Valorização de experiências de mentorado na avaliação do aluno – p.e., os melhores ajudam os mais fracos, contando isso na sua avaliação do Saber Ser e Estar;

Cidadania e Desenvolvimento

  • ›Como disciplina (2º e 3º CEB) ou transversal (1ºCEB e Secundário)
  • Conta para a média no ensino secundário

Temas a trabalhar:

  1. Obrigatórios:
    • Direitos Humanos
    • Igualdade de Género
    • Interculturalidade
    • Desenvolvimento Sustentável
    • Educação Ambiental
    • Saúde
  2. Apenas em 2 ciclos:
    • Sexualidade
    • Media
    • Segurança Rodoviária
    • Literacia financeira
    • Educação para o consumo
    • Instituições e participação democrática
  3. Opcionais:
    • Empreendedorismo
    • Voluntariado
    • (…)

Olhos fixos no horizonte e pés bem assentes no chão
Joaquim de Azevedo