Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular

Domínio de autonomia curricular
Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular

A mudança não é opcional, é cultural… Não é “ou mudo, ou não mudo”…
A questão é mesmo: “Como mudo?”
Xavier Taragay


PAFC – Porquê?

›65% dos alunos que iniciam o 1.º Ciclo trabalharão em profissões hoje inexistentes.
World Economic Forum, 2016, Fisch & McLeod

“We are currently preparing students for jobs that don’t yet exist… using technologies that haven’t been invented… in order to solve problems we don’t even know are problems yet.”


PAFC – O Que é?

  1. ›Projeto de promoção do sucesso escolar
    • Aprendizagens efetivas e significativas
    • Conhecimentos consolidados
    • Competências de nível elevado
    • Cidadania de sucesso
      ›Despacho nº 5908/2017 de 5 de julho
  2. ›Centralidade na escola, nos alunos e nos professores
    • AUTONOMIA (da escola)
    • CONFIANÇA (na escola)
    • RESPONSABILIDADE (por uma educação de qualidade/excelência)
  3. Gestão e enriquecimento do currículo

PAFC – Documentos enquadradores

›Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória
Estabelece a matriz do currículo do século XXI – conhecimentos, capacidades, atitudes e valores e é igual para todos os alunos, seja qual for o percurso académico.

›Aprendizagens essenciais (AE)
O conjunto comum de conhecimentos a adquirir e de capacidades e atitudes a desenvolver obrigatoriamente por todos os alunos em cada área disciplinar ou disciplina, tendo, em regra, por referência o ano de escolaridade.


PAFC – Outras questões

›Com a entrada das aprendizagens essenciais continuam em vigor os documentos curriculares (metas, programas e orientações curriculares)?
R: Sim. As aprendizagens essenciais correspondem ao conjunto comum de conhecimentos a adquirir e de capacidades e atitudes a desenvolver obrigatoriamente por todos os alunos, sendo contudo necessário, ao nível do contexto de cada escola/turma e tendo como suporte os documentos curriculares, tomar decisões que visam a sua consolidação, o seu aprofundamento e/ou enriquecimento.

›É possível conciliar este projeto com a avaliação externa no ensino secundário?
R: Sim. O IAVE já foi envolvido neste processo, pelo que a avaliação externa terá como referencial base as aprendizagens essenciais, enquanto denominador curricular comum. Estas provas irão ainda contemplar a avaliação da capacidade de mobilização e de integração dos saberes disciplinares, com especial enfoque nas áreas das competências-chave inscritas no Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.


PAFC – Que objetivos?›

  • ›Promover melhores aprendizagens, que levem ao desenvolvimento de:
    CONHECIMENTOS (Aprendizagens Essenciais)
    COMPETÊNCIAS (Perfil do aluno para o séc. XXI/ à saída da Escolaridade Obrigatória)
    ATITUDES (Cidadania e Desenvolvimento)
  • Valorizar as artes, a ciência, o desporto, as humanidades, as TIC´s, o trabalho experimental;
  • Adquirir competências de pesquisa, avaliação, reflexão, monitorização crítica e autónoma da informação para resolução de problemas;
  • Promover experiências de comunicação/expressão em língua portuguesa e línguas estrangeiras;
  • Promover o exercício da cidadania ativa;
  • Implementar o trabalho de projeto 

PAFC – Como?

  • Combinação de disciplinas;
  • ›Funcionamento interdisciplinar.

Domínios de autonomia curricular
(Combinação entre disciplinas potencial pela confluência entre os seus conteúdos)


Avaliação

“Os nossos alunos não aprendem o que lhes ensinamos” – é esta realidade, simples e profunda, que faz com que a avaliação talvez seja o fator central de um ensino eficaz. Se os nossos alunos aprendessem o que lhes ensinamos, nunca precisaríamos de avaliação. Bastava catalogar tudo o que ensinámos, com a certeza de isso era o que tinham aprendido.
Dylan William, 2013


PAFC – Exemplos de operacionalização ao nível da avaliação›

  1. ›Instrumentos de avaliação diversificados:
    • Produção de textos, objetos, esquemas, …
    • Resolução de problemas
    • Trabalho de projeto
    • Debate
    • Ensaio
    • Observação em situação
    • Apresentação oral
    • Relatório (de percurso, de experiência, de projeto, …)
    • Simulação, jogos
    • Diário, (re)conto
    • Portefólio
    • Entrevista
    • (…)
  2. ›Partilha de instrumentos de avaliação entre disciplinas (p.e. projeto avaliado em português, ciências e história relativamente a diferentes dimensões e com diferentes critérios).
  3. ›Valorização de experiências de mentorado na avaliação do aluno – p.e., os melhores ajudam os mais fracos, contando isso na sua avaliação do Saber Ser e Estar;

Cidadania e Desenvolvimento

  • ›Como disciplina (2º e 3º CEB) ou transversal (1ºCEB e Secundário)
  • Conta para a média no ensino secundário

Temas a trabalhar:

  1. Obrigatórios:
    • Direitos Humanos
    • Igualdade de Género
    • Interculturalidade
    • Desenvolvimento Sustentável
    • Educação Ambiental
    • Saúde
  2. Apenas em 2 ciclos:
    • Sexualidade
    • Media
    • Segurança Rodoviária
    • Literacia financeira
    • Educação para o consumo
    • Instituições e participação democrática
  3. Opcionais:
    • Empreendedorismo
    • Voluntariado
    • (…)

Olhos fixos no horizonte e pés bem assentes no chão
Joaquim de Azevedo


PAFC – Projetos em desenvolvimento

1.º ano
5.º ano
7.º ano
10º ano